Simulado Professor de História – Questões Objetivas

O Professor de História ministra e prepara o material didático das aulas de História conforme orientação e conteúdo previamente distribuído, aplica provas, desenvolve trabalhos em aula e esclarece dúvidas.
Veja e responda o simulado com questões específicas do cargo.

Questão 1

A história surgiu como ciência ao longo do século XIX. Contudo, foi no transcurso do século XX que ela se aprimorou e incorporou avanços teóricos e metodológicos. Um marco desse processo de transformação dos estudos históricos foi a criação, em 1929, de uma revista francesa cuja influência se estendeu nas décadas seguintes, atingindo várias partes do mundo. Nascia ali um movimento de renovação historiográfica conhecido como Escola

Questão 2

A Era Vargas (1930‐1945) assinalou profundas transformações no Brasil. Sendo assim, assinale a alternativa que apresenta um dos acontecimentos mais significativos desse período da história republicana brasileira.

Questão 3

A denominada Nova história, particularmente desenvolvida a partir de meados do século XX, incorporou novos objetivos, novos problemas e novas perspectivas ao “ofício do historiador”, para usar a conhecida expressão de Marc Bloch. Entre os aspectos mais definidores dessa Nova história, está o permanente diálogo entre a história e as demais ciências sociais. Nesse sentido, é correto afirmar que ela estimula

Questão 4

Sobretudo a partir da Idade Moderna, chegando à contemporaneidade, a história da Europa e da América é indissociável da história da África. Relativamente ao tema, assinale a alternativa correta.

Questão 5

"O caráter despótico da dominação era bastante claro nas seguintes palavras que o inca Atahualpa dirigiu ao conquistador Pizarro: ’No meu reino, nenhum pássaro voa nem folha alguma se move, se esta não for minha vontade?".

Pomer, Leon. "Os Incas". In História da América Hispano-Indígena. São Paulo. Adaptado.

- Sobre os elementos da hierarquia social e política dos Incas, é correto afirmar, EXCETO:

Questão 6

"Após ter criado belo o mal em vez de um bem levou-a lá onde eram outros Deuses e homens adornada pela dos olhos glaucos e do pai forte. (...) Dela descende a geração das femininas mulheres. Dela é a funesta geração e grei das mulheres, grande pena que habita entre homens mortais, (...)"

(Teogonia, v. 585-592).

- Considerando as relações de gênero e a condição feminina na Atenas do período clássico, marque a opção correta:

Questão 7

"Sem esquecer do lado pragmático de nossas tratativas de libertação, vale a pena insistir na importância simbólica do poder político. [...] Tratava-se de dar naturalidade, tradição e até antiguidade ao que era recente, quase imediato. [...] Se parecia difícil manter uma monarquia que nascia cercada de repúblicas por todos os lados, ou um país escravocrata de dimensões continentais, quem sabe os símbolos e rituais realizariam bem a sua parte. Por meio deles divulgaram-se sensos comuns, modos de pensar e acreditar."

Schwarz, L. M. Pagando caro e correndo atrás do prejuízo.
In: Malerba, J (org.). A independência brasileira
- Novas dimensões. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

- Marque a opção correta sobre o movimento de independência no Brasil:

Questão 8

Marque a opção correta sobre a sociedade escravista colonial na América Portuguesa:

Questão 9

"Nzinga Mbandi Ngola, rainha de Matamba e Angola nos séculos XVI-XVII (1587-1663), foi uma das mulheres e heroínas africanas cuja memória mais tem desafiado o processo diluidor da amnésia, dando origem a um imaginário cultural na diáspora tal como no folclore brasileiro com o nome de Ginga; [...] é cultuada como a heroína angolana das primeiras resistências pelos modernos movimentos nacionalistas de Angola; e tem despertado um crescente interesse dos historiadores e antropólogos para a compreensão daquele momento histórico que caracterizou a destreza política e de armas desta rainha africana na resistência à ocupação dos portugueses do território angolano e consequente tráfico de escravos."

Serrano, Carlos M. H. Ginga, a rainha quilombola da Matamba e Angola. Revista USP- São Paulo, 28, 136 - 141, dezembro/fevereiro, 95 - 96 (Adaptado).

Sobre os reinos africanos nos séculos XVI e XVII é correto afirmar:

Questão 10

"Finda a sessão no Centro das Classes Operárias, a massa popular que saiu daquele Centro juntou-se à que estacionava nas suas imediações e assim formando um numeroso grupo de cerca de 2 mil pessoas, marchou pela Praça da República, Rua do Theatro, Largo de S. Francisco e Rua do Ouvidor. Pelo caminho levantavam gritos contra a vacina e os seus defensores e a polícia. Em frente às redações dos jornais davam palmas e aclamações a uns e vaias a outros (...). Correram com insistência boatos de manifestações de desagrado aos jornais. O Dr. Chefe de Polícia mandou que imediatamente partisse para a Rua do Ouvidor uma força de 60 praças de cavalaria, a garantir os jornais, dos quais dois aceitaram essa medida de prevenção, os nossos colegas do Jornal do Commercio e O Paiz. Alguns grupos, de fato, passaram em vozeria pela Rua do Ouvidor, mas nenhum desacato grave foi praticado."

Gazeta de Notícias, em 13 de novembro de 1904 (Adaptado).

- Considerando as temáticas de saneamento, saúde e doença no início da República temos a Revolta da Vacina. A vacinação obrigatória defendida por Oswaldo Cruz teve como base as ideias:

Tempo de simulado:

um comentário

  1. É isso memo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *