Página Inicial » Ensino Médio » Simulado Tradutor e Intérprete de LIBRAS – Conhecimentos Específicos

Simulado Tradutor e Intérprete de LIBRAS – Conhecimentos Específicos

Sua função é interpretar de uma dada língua de sinais para outro idioma, ou deste outro idioma para uma determina língua de sinais. O intérprete de Libras é o profissional que domina a língua de sinais e a língua falada do país e que é qualificado para desempenhar a função.
Confira e se prepare para fazer Concursos com a gente. Abaixo questões específicas para o cargo.

Questão 1

Em 2005 foi aprovado o Decreto 5.626 que regulamenta a Lei 10.436/2002, possibilitando, dentre suas ações, a certificação de tradutores/intérpretes de libras a partir de um exame nacional de proficiência em língua de sinais, o Prolibras.
Sobre o Prolibras, assinale abaixo a alternativa CORRETA:




Questão 2

Segundo Quadros e Karnopp (2004), no nível da sintaxe da língua brasileira de sinais, há verbos com e sem concordância verbal. Além desses, há outras expressões verbais chamadas verbos manuais. Conforme tais classes, associe a segunda coluna de verbos em Libras com a primeira.

I - Verbos sem concordância
II - Verbos com concordância
III - Verbos manuais

( ) Conhecer
( ) Provocar
( ) Amar
( ) Enviar
( ) Pintar
( ) Pagar
( ) Bater
( ) Cruzar-um-pelo-outro

Assinale a alternativa que correspondente CORRETAMENTE à sequência de associação feita de cima para baixo:




Questão 3

Quadros (2002) apresenta algumas propostas de modelos de processamento no ato de
tradução e interpretação. A partir de tais propostas, associe a segunda coluna com a primeira.

I. Modelo Cognitivo
II. Modelo Interativo
III. Modelo Interpretativo
IV. Modelo Comunicativo
V. Modelo Sociolinguístico

( ) A mensagem é codificada para a transmissão. O intérprete não assume qualquer responsabilidade pela interação ou dinâmica de comunicação, assumindo uma posição de mero transmissor.
( ) Nesse modelo os componentes que afetam a interpretação são os participantes: iniciador, receptor e o intérprete, a mensagem e o ambiente e as interações.
( ) O intérprete deve entender as palavras e sinais para expressar seus significados corretamente na língua alvo. Interpretar é passar o sentido da mensagem da língua fonte para a língua alvo.
( ) O intérprete deve reconhecer o contexto, os participantes, os objetivos e a mensagem considerando algumas categorias como a recepção da mensagem, o processamento preliminar e a retenção da mensagem na memória de curto prazo, entre outras.
( ) O intérprete precisa entender a mensagem da língua fonte, ser capaz de internalizar o significado na língua alvo e ser capaz de expressar a mensagem na língua alvo sem lesar a mensagem transmitida na língua fonte.

Assinale a alternativa que correspondente CORRETAMENTE à sequência de associação feita de cima para baixo:




Questão 4

O trabalho de Sacks (2015) é considerado um clássico no que se refere à história da educação de surdos. A partir da referência citada, é CORRETO afirmar sobre a educação de surdos:




Questão 5

A história da educação de surdos permite constatar que diferentes concepções sobre surdez e sujeito surdo permearam a escolha das abordagens usadas na educação do surdo. A esse respeito, assinale V (verdadeiro) ou F (falso) em cada afirmativa a seguir.

( ) Na conferência de Milão, em 1880, decidiu-se pelo oralismo como melhor método para a educação dos surdos. No Brasil, o oralismo puro ganhou força a partir da fundação da primeira escola para surdos na cidade do Rio de Janeiro, no ano de 1857. O francês E. Huet foi o terapeuta da fala que efetivou o oralismo na prática educacional, desenvolvendo treinamento auditivo, leitura orofacial e reabilitação da fala.
( ) Na idade moderna, surgiram as primeiras preocupações com a educação de surdos; o nome de Pedro Ponce de León é considerado o primeiro professor de surdos na história. Nesse período, o surdo começou a ser percebido como pessoa na condição de que se transforme em um ouvinte.
( ) Na década de 1960, os surdos conquistaram o direito a Educação Bilíngue no Brasil, e a Língua de Sinais Brasileira começou a fazer parte da educação desses sujeitos. Essa década é marcada por muitas conquistas da comunidade surda referentes ao Bilinguismo.
( ) Na conferência de Milão, em 1880, decidiu-se que o uso da língua oral faria parte da educação dos surdos; naquela ocasião foi abolida a língua gestual e deu-se início à proposta oralista.

A sequência correta é




Questão 6

De acordo com Gesser (2009), há duas formas de conceber a surdez: patologicamente ou culturalmente. Partindo do trabalho da autora mencionada, assinale a afirmativa CORRETA:




Questão 7

“No Brasil, em meados da década de oitenta do século XX, surgiram os primeiros trabalhos envolvendo a interpretação da língua de sinais em instituições religiosas, e nas relações familiares e de amizades com surdos” (Masutti e Santos, 2008). A partir da referência citada, marque a opção CORRETA:




Questão 8

Leia as opções abaixo, relacionadas à Tradução e Interpretação da Língua de Sinais, e marque (V) para VERDADEIRO e (F) para FALSO.

( ) TILSP significa Tradutor e Intérprete de Língua de Sinais e Língua Portuguesa.
( ) A estrutura gramatical da Língua Americana de Sinais é a mesma da Língua Brasileira de Sinais.
( ) A soletração manual é a representação das letras da Língua de Sinais e não da Língua Portuguesa.

Assinale a alternativa que correspondente CORRETAMENTE à sequência de associação feita de cima para baixo:




Questão 9

Albres (2015) considera que a interpretação no espaço educacional demanda uma atuação que antecede o momento da tradução e interpretação em sala de aula. Em relação a esta atuação, marque (V) para as afirmativas VERDADEIRAS e (F), para as FALSAS.

( ) O intérprete precisa ser acolhido como membro da equipe pedagógica, tendo acesso ao programa curricular da classe em que interpreta.
( ) Como não é o professor do aluno, o intérprete educacional não se torna o membro da equipe pedagógica.
( ) O professor precisa compartilhar com o intérprete educacional as estratégias pedagógicas que adotará em suas aulas para acesso prévio ao conteúdo da aula.
( ) Na relação com o professor, o intérprete também desenvolve um papel de esclarecedor da sua atuação, ao mesmo tempo em que recebe orientação pedagógica, revelando que na relação professor e intérprete é necessário um trabalho de colaboração.
( ) Toda a interação entre intérprete, professor e alunos surdos vai além da passagem de uma língua para outra de forma mecânica.

Assinale a alternativa que correspondente CORRETAMENTE à sequência de associação feita de cima para baixo:




Questão 10

Ao abordar as concepções da surdez, Gesser (2209) afirma que a surdez é muito mais um problema para ouvintes do que para a comunidade surda. Com base na referência citada, assinale as afirmativas VERDADEIRAS com (V) e as FALSAS com (F):

( ) A surdez olhada pelo viés cultural não é uma deficiência.
( ) O aspecto cultural da surdez é ainda mais difícil de ser aceito quando os discursos recaem e se fixam no fenômeno físico.
( ) A classificação dos tipos de surdez pode desviar o entendimento das relações que cada indivíduo estabelece com a língua de sinais, identidade e cultura surda.
( ) Os aparelhos auditivos funcionam para restabelecer a audição de todos os surdos profundos.

Assinale a alternativa que correspondente CORRETAMENTE à sequência de associação feita de cima para baixo:




Tempo de simulado:

Comentar Simulado