Simulado Médico Infectologista – Questões Objetivas

O Infectologista se ocupa do estudo das doenças causadas por diversos patógenos como príons, vírus, bactérias, protozoários, fungos e animais. O Infectologista atua basicamente em 4 grandes áreas clínicas: Diagnóstico e tratamento das doenças infecciosas e parasitárias. Imunizações (Vacinação). Aconselhamento na Prescrição de Antimicrobianos (Uso correto de antibióticos). Controle de Infecção Hospitalar.
Veja e responda o simulado com questões específicas do cargo.

Questão 1

Com relação ao diagnóstico da sífilis, assinale a alternativa CORRETA.




Questão 2

Com relação às recomendações mais atuais do Programa Nacional de Controle da Tuberculose no Brasil, assinale a afirmativa INCORRETA.




Questão 3

Um ex-presidiário com diagnóstico de infecção pelo HIV há 5 anos, mas sem tratamento procura um serviço especializado com queixa de febre vespertina, perda de peso, astenia e tosse produtiva há 40 dias. Ao exame físico, estava emagrecido, febril, com pele ressecada e monilíase oral. Na ausculta respiratória, apresentava murmúrio vesicular diminuído em base pulmonar direita e roncos difusos, frequência respiratória de 16 ipm, saturando 97% em ar ambiente, PA: 110 x 70 mmHg. A radiografia de tórax mostrava derrame pleural à direita, infiltrado alveolar bilateral e imagem cavitária em ápice de pulmão esquerdo com paredes bem evidentes.
A conduta a ser tomada nesse caso é a seguinte:




Questão 4

O sarampo é uma doença infecciosa viral aguda, potencialmente grave, transmissível, extremamente contagiosa e bastante comum na infância. A viremia provoca uma vasculite generalizada, responsável pelo aparecimento das diversas manifestações clínicas.
Com relação a essa infecção, é CORRETO afirmar que




Questão 5

Um engenheiro de 32 anos procura o serviço de infectologia com relato de astenia moderada, febre diária há 8 dias e relato de ter chegado da África há 10 dias. Traz um hemograma realizado no terceiro dia de febre que mostrou 4.450 leucócitos (30% de neutrófilos e 63% de linfócitos, 6% de monócitos e 1% de eosinófilos). O teste rápido para malária foi negativo, sem haver relato de rash cutâneo, artralgia, perda de peso ou alterações intestinais e respiratórias. Ao exame físico, foram identificados linfonodos cervicais levemente aumentados e indolores e esplenomegalia leve. Novo hemograma foi solicitado no 9° dia de febre e mostrou 13,210 leucócitos (45% de neutrófilos, 45% de linfócitos típicos, 3% de linfócitos atípicos, 5% de monócitos e 2% de eosinófilos). Na bioquímica, apresentava AST de 93 UI/L e ALT de 203 UI/L, GGT de 53 UI/L, PCR de 36 mg/L.
Qual das alternativas abaixo apresenta o diagnóstico mais provável e o exame necessário para a sua confirmação?




Questão 6

Em 2016, a Secretaria de Saúde de Pernambuco estabeleceu, através da Portaria n° 390, uma lista de agravos/doença de notificação imediata (primeiras 24horas) em todo o território estadual.
São considerados nessa lista todos os casos, suspeitos ou confirmados, das doenças abaixo elencadas, EXCETO:




Questão 7

Sobre Leishmaniose Tegumentar Americana, analise as afirmativas abaixo:

I. Trata-se de uma doença infectocontagiosa, causada por protozoário do gênero Leishmania com três principais espécies no Brasil: Leishmania (Leishmania) amazonensis; Leishmania (Viannia) guyanensi; Leishmania (Viannia) braziliensis.
II A infecção e a doença não conferem imunidade ao paciente, podendo haver novas manifestações clínicas após o tratamento.
III. Recomenda-se a confirmação do diagnóstico por método parasitológico, antes do início do tratamento, especialmente naqueles casos com evolução clínica fora do habitual e/ou má resposta a tratamento anterior.
IV. Pacientes com HIV devem ser investigados para LTA, quando apresentarem qualquer tipo de lesão cutânea ou mucosa com mais de duas semanas de evolução, expostos à área de transmissão de LTA, em qualquer época da vida.

Assinale a alternativa CORRETA.




Questão 8

O tratamento da infecção latente tuberculosa (ILTB) constitui uma das medidas para o controle da tuberculose no Brasil, principalmente na população com HIV. Uma vez excluída a tuberculose ativa na população HIV positiva, constitui indicação de tratamento da ILTB, EXCETO:




Questão 9

Uma paciente de 28 anos, procedente de Caruaru, chega à emergência com história de cefaleia, tontura, astenia e diarreia aquosa em grande quantidade há 3 dias. No interrogatório sintomatológico, referia que, há 3 meses, vem com quadro de perda de peso, astenia, sudorese noturna e linfonodos cervicais palpáveis. Durante a espera por exames laboratoriais, apresentou crise convulsiva tônico-clônica generalizada. Foi realizada uma tomografia de crânio que mostrou múltiplas lesões hipoatenuantes localizadas na região dos gânglios da base, na região córticosubcortical e substância branca profunda, além de cerebelo.
Qual a hipótese diagnóstica mais provável para esse caso?




Questão 10

Com relação à vacina contra Febre Amarela, assinale a afirmativa CORRETA.




Tempo de simulado:

Deixe uma resposta