Página Inicial » Ensino Superior » Simulado Médico Oftalmologista – Questões Objetivas

Simulado Médico Oftalmologista – Questões Objetivas

A oftalmologia é uma especialidade que estuda e trata as doenças relacionadas ao olho, à refração e seus anexos. O médico oftalmologista realiza cirurgias, prescreve tratamentos e correções para os distúrbios de visão.
Faça este simulado para testar seus conhecimentos na área.

Questão 1

Assinale a alternativa CORRETA

I- O sistema visual da criança amadurece durante a primeira década de vida, sendo o período mais crítico os primeiros 18 meses.
II- A detecção precoce do retinoblastoma, que embora não seja uma causa de cegueira importante, é primordial, uma vez que tem grande impacto na sobrevida do paciente.
III- A Cegueira: deve ser usado somente para perda total da visão e/ou quando o indivíduo necessita de auxílios especiais para substituir as suas habilidades visual.
IV- Incapacidade Visual: deve ser usada quando a condição de perda visual seja caracterizada por perda das funções visuais (perda da acuidade visual, do campo visual.
V- A cada ano, aproximadamente 500 mil crianças ficam cegas e em torno de 60% morrem na infância. Cerca de 80% das causas de cegueira infantil são preveníveis ou tratáveis.




Questão 2

O teste do reflexo vermelho é uma ferramenta de rastreamento de alterações que possam comprometer a transparência dos meios oculares, tais como catarata (alteração da transparência do cristalino), glaucoma (alteração da transparência da córnea), toxoplasmose (alteração da transparência do vítreo pela inflamação), retinoblastoma (alteração da transparência do vítreo pelo tumor intraocular), descolamentos de retina tardios. Vale lembrar que o TRV não é a forma adequada de identificação precoce dos descolamentos de retina. Assinale a alternativa que enfatiza de que modo o TRV deve ser realizado.




Questão 3

Analise os contextos abaixo :

[1] A degeneração macular relacionada à idade é uma doença multifatorial, cujos principais fatores de risco são história familiar e exposição excessiva à radiação ultravioleta. Sua prevenção pode ser feita com exames periódicos (para detecção precoce), dieta rica em alimentos com vitaminas A, E, zinco e luteína, e óculos escuros com filtro para radiação ultravioleta.
[

2] A proporção de deficientes visuais por retinopatia diabética no Brasil é acima da proporção mundial. As prováveis causas deste achado são a desinformação e o difícil acesso da população a serviços de saúde, que juntos podem levar a um controle inadequado de doenças sistêmicas como a diabetes, favorecendo o aparecimento de complicações como a Revista retinopatia. Outro problema pode ser ainda a identificação inadequada dos outros agravos oculares, o que causaria o aumento proporcional da retinopatia diabética.




Questão 4

A equipe de saúde da família pode ter um impacto significativo na saúde ocular de seus pacientes Com base nessa informação analise as afirmativas abaixo:

I) Controle rigoroso de fatores de risco para perda visual; manutenção da fidelidade e continuidade do tratamento oftalmológico e referência periódica de populações específicas para exames oftalmológicos com especialistas. Identificação e tratamento corretos em tempo adequado permitem reduzir substancialmente a incidência e a prevalência de deficiência visual na população.
II) Eles não asseguram que seus pacientes sejam referenciados para testes de glaucoma e não garantem que pacientes com deficiência visual possam ser avaliados e tratados por um especialista.
III) Atualmente, na grande maioria das vezes, este primeiro contato de atendimento oftalmológico acontece no seio do nível secundário de atenção, ou seja, nos ambulatórios de clínicas especializadas em oftalmologia, pelo próprio oftalmologista.
IV) O profissional da saúde da família deve se inteirar das principais causas de cegueira e deficiência visual do seu meio, assim como os principais fatores de risco para seu desenvolvimento ou agravamento.
V) O Médico da família não atende esses pacientes




Questão 5

A visão produz-se em nível molecular graças a substâncias fotossensíveis, os fotopigmentos, que sofrem transformações químicas sob a ação da luz, o que essas transformações produz, assinale a alternativa CORRETA.




Questão 6

Complete a lacuna:
As infecções oportunistas e as manifestações neoplásicas como o sarcoma de Kaposi representam o estágio final da doença, ocorrendo em pacientes com grave defeito imune. Apesar das diferenças regionais, as infecções oportunistas de maior prevalência em todos os continentes são a pneumonia causada pelo- ______________ a retinite por citomegalovírus e a encefalite por Toxoplasma gondii.




Questão 7

O parecer que define critérios para a classificação de urgências e emergências em Oftalmologia estabelece que, embora semanticamente os dois conceitos sejam praticamente idênticos, na Medicina apresentam diferenças significativas. Na classificação das urgências, o parecer é mais detalhado e enumera, entre outras. Assinale o que NÃO e considerada como emergências em oftalmologia.




Questão 8

Relacione as colunas a seguir :

1) Síndrome de Von Hippel-Lindau.
2) Anemia Falciforme.
3) Neurofibromatose.
4) Tireoidopatias.

( ) Doença autossômica dominante com penetrância e expressividade variadas. Caracteristicamente, os pacientes com essa doença apresentam nódulos de Lisch em íris. Podem apresentar fibromas de pálpebras, neurofibromas plexiformes e hemiatrofia facial. O glaucoma congênito que pode surgir é unilateral, associado a neurofibroma ou hemiatrofia facial no mesmo lado. Esse glaucoma é de difícil controle e traz graves conseqüências à visão. Doença também associada ao glioma de nervo óptico. No fundo de olho, pode haver nevo de coróide ou astrocitomas de retina.
( ) Embora mais comumente o paciente com orbitopatia distireodiana nem sempre é a regra. Muitos casos apresentam a doença oftalmológica sem evidências clínicas ou laboratoriais da doença endócrina. é a causa mais comum de proptose, uni e bilateral. O paciente tem queixas de lacrimejamento, fotofobia, sensação de corpo estranho, diplopia e dor à movimentação ocular. Há dois estágios da doença orbitária: inflamatório agudo e quiescente. Na fase aguda, o olho apresenta-se congesto, com edema palpebral e periorbital, com hiperemia conjuntival (mais pronunciada na região da carúncula) e quemose. A resistência orbitária está aumentada, conferindo aumento da pressão intra-ocular. Há infiltração celular de tecidos intersticiais e hipertrofia dos músculos extrínsecos.
( ) O paciente com essa doença deve consultar o oftalmologista periodicamente a fim de evitar as complicações relacionadas com a neovascularização da retina (glaucoma neovascular, hemorragia vítrea), isquemia retiniana, oclusão de artérias ou veias.
( ) Doença autossômica dominante, por mutação no gene da fibrilina, no cromossomo 15. O paciente tem alta estatura, membros longos, aracnodactilia, alterações de coluna vertebral e peito escavado. Morte precoce devido às alterações cardiovasculares, geralmente por dissecção da aorta. A grande maioria dos pacientes apresenta subluxação do cristalino, mas mantém a acomodação. Também apresenta alterações de ângulo, o que pode predispor ao glaucoma. Alta incidência de miopia axial, predispondo ao desenvolvimento de descolamento de retina.




Questão 9

Analise os contextos abaixo

[1] A deficiência visual traz profundas desvantagens para o indivíduo, sua família e sociedade. O impacto dos custos globais da cegueira é muito elevado. Alguns autores estimaram em 42 bilhões de dólares para o ano 2000 o custo econômico global da cegueira.

[2] Atualmente, alguns municípios trabalham bem com este sistema de referência e contrareferência; no entanto, de um modo geral, o nível secundário (oftalmologista) é sobrecarregado pela falta de profissionais, gerando filas e esperas prolongadas, prejudicando o sistema como um todo.

Assinale a alternativa CORRETA.




Questão 10

Assinale a alternativas INCORRETA.




Tempo de simulado:

Comentar Simulado