Página Inicial » Ensino Superior » Simulado Museólogo – Questões Objetivas

Simulado Museólogo – Questões Objetivas

A Museologia estuda, identifica, restaura e classifica peças de valor histórico e cultural. O Museólogo é o responsável por este trabalho de documentar, pesquisar e conservar o acervo. A área de atuação do museólogo também se concentra na organização de intercâmbios de peças e exposições de arte, planejamento e da programação de museus, sempre com objetivo voltado para o público alvo que se desejar atingir.
Veja e responda o simulado com questões tiradas de provas de Concursos.

Questão 1

De acordo com a Seção III, da Lei 11.904/2009, o Estatuto dos Museus, o Plano Museológico deve ser caracterizado como ferramenta de planejamento estratégico para a gestão do museu a ser realizado




Questão 2

O Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) foi criado pela Lei nº 11.906/2009, com a função de

I. promover e assegurar a implementação de políticas públicas para o setor museológico, com vistas a contribuir para organização, gestão e desenvolvimento de instituições museológicas e seus acervos.
II. incentivar programas e ações que viabilizem a preservação, a promoção e a sustentabilidade do patrimônio museológico brasileiro.
III. promover o estudo, a preservação, a valorização e a divulgação do patrimônio cultural sob a guarda das instituições museológicas, como fundamento de memória e identidade social, fonte de investigação científica e de fruição estética e simbólica.
IV. promover a manutenção de atividades de requalificação e divulgação de museus com representatividade nacional, sejam eles de caráter nacional, regional ou local, a partir de programas de fomento às fontes da cultura nacional.
V. promover a formação de mão de obra especializada para o trabalho em museus e instituições culturais, sendo responsável pelo reconhecimento profissional dos museólogos e demais profissionais de museus.
VI. desenvolver processos de comunicação, educação e ação cultural, relativos ao patrimônio cultural sob a guarda das instituições museológicas para o reconhecimento dos diferentes processos identitários, sejam eles de caráter nacional, regional ou local, e o respeito à diferença e à diversidade cultural do povo brasileiro; e
VII. garantir os direitos das comunidades organizadas de opinar sobre os processos de identificação e definição do patrimônio a ser musealizado.

Estão CORRETOS as afirmações




Questão 3

Sobre os tesauros aplicados à documentação em museus, analise as afirmativas abaixo:

I. São linguagens documentárias específicas associadas a um domínio específico do conhecimento.
II. Utilizam-se da linguagem natural para organizar/indexar os termos.
III. Os termos apresentados em um tesauro são unívocos e possuem relações entre si; essas relações podem ser de hierarquia e todo-parte.
IV. Apresentam termos preferidos e não preferidos, os quais podem ser termos não autorizados ou equivalentes, sinônimos ou quase sinônimos dos preferidos.
V. O Tesauro de Objetos do Patrimônio Cultural nos Museus Brasileiros (2016), coordenado tecnicamente por Helena Dodd Ferrez, produzido no contexto nacional e consiste em uma revisão e ampliação do Thesaurus para Acervos Museológicos (1987), de autoria de Maria Helena S. Bianchini e Helena Dodd Ferrez.
VI. O Tesauro de Objetos do Patrimônio Cultural nos Museus Brasileiros (2016) é regulamentado pelo Inventário Nacional dos Bens Culturais Musealizados - INBCM, instituído pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), através da Instrução Normativa nº 2, de 29 de agosto de 2014, em consonância com o Decreto nº 8.124, de 17 de outubro de 2013 e com a Resolução Normativa nº 1, de 31 de julho de 2014.

Estão CORRETAS apenas




Questão 4

O conceito de referência cultural, tal como formulado por Cecília Londres Fonseca, passa a vigorar como norteador das práticas de patrimonialização no Brasil, em uma progressiva ampliação e democratização dos bens reconhecidos como patrimônio pelo Estado brasileiro, que passa a atribuir valor cultural, também aos bens imateriais.
Sobre a relação entre o conceito de referência cultural e o patrimônio imaterial, é CORRETO afirmar que o conceito de referência cultural




Questão 5

Sobre o Inventário Nacional dos Bens Culturais Musealizados (INBCM), instituído pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) através do Decreto nº 8.124, de 17 de outubro de 2013 e das Resoluções Normativas nº 1, de 31 de julho de 2014 e nº 2, de 29 de agosto de 2014, é CORRETO afirmar que o INBCM é um instrumento de inserção periódica de dados sobre os bens culturais musealizados que integram os acervos




Questão 6

Segundo o Comitê Internacional de Documentação (CIDOC) do Conselho Internacional de Museus (ICOM), o “Object ID é uma norma internacional para descrição de objetos culturais, resultado de pesquisas feitas em colaboração com a comunidade museológica, a UNESCO, a polícia internacional – incluindo o FBI, a Scotland Yard e a Interpol –, agências aduaneiras, o comércio de arte, a indústria de seguros e avaliadores de arte e antiguidades. O uso dessa norma ajuda a combater a apropriação ilegal de objetos de arte, facilitando a documentação dos bens culturais e reunindo organizações ao redor do mundo que podem incentivar a sua implementação”.
Acerca do Object ID, analise as afirmativas abaixo:

I. O Object ID é a norma mais completa para documentação em museus e deve ser adotada como norma base para a elaboração de inventários de bens culturais materiais.
II. O Object ID é a norma que sistematiza as informações mínimas para a descrição e a identificação de um bem cultural material, por isso é universalmente recomendada pelo ICOM para o combate ao tráfico ilícito de bens culturais.
III. O Object ID é a norma reconhecida internacionalmente pelas polícias internacionais e, por esse motivo, deve ser adotada como única norma para a documentação em museus.
IV. A lista de controle da norma Object ID é composta pelas seguintes orientações: Tire fotografias, Responda estas questões (Número do objeto, Local no prédio, Outras Numerações, Classificação, Tipo do objeto, Materiais e técnicas, Medidas, Inscrições e marcas, Características particulares, Título, Assunto ou tema, Data ou período, Autor ou fabricante, Observações), Escreva uma breve descrição, Proteja as informações.
V. A lista de controle da norma Object ID é composta pelas seguintes orientações: Tire fotografias, Responda estas questões (Tipo do objeto, Materiais e técnicas, Medidas, Inscrições e marcas, Características particulares, Título, Assunto ou tema, Data ou período, Autor ou fabricante), Escreva uma breve descrição, Proteja as informações. VI. O Object ID é reconhecido pelo ICOM e pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) como norma de controle que comprova a propriedade dos bens culturais materiais pelos museus brasileiros, de acordo com o disposto na Lei 11904/2009, o Estatuto dos Museus.

Está CORRETO, apenas, o que se afirma em




Questão 7

A relação das exposições com os objetos é perpassada por um conjunto de referenciais teóricos, que estão relacionados não apenas com o conteúdo a ser transmitido na exposição mas também com os conceitos de museu e de museologia, que orientam as práticas institucionais. Nesse sentido, Ángela García Blanco propõe uma classificação para as exposições, de acordo com o estatuto epistemológico do objeto: Museologia do objeto versus Museologia da ideia.
Sobre essa classificação, analise as afirmativas abaixo:

I. Para a exposição do tipo “Museologia do objeto”, selecionam-se as peças em função de suas qualidades individuais ou por sua inserção e representatividade em um grupo taxonômico, favorecendo sua contemplação.
II. Para a exposição do tipo “Museologia da ideia”, selecionam-se as peças em função de suas qualidades individuais ou por sua inserção e representatividade em um grupo taxonômico, favorecendo sua contemplação.
III. A exposição do tipo “Museologia do objeto” não exclui os objetos, porém os utiliza para desenvolver, com eles, um conceito, a fim de contar alguma coisa em relação com que os objetos são relevantes.
IV. A exposição do tipo “Museologia da ideia” não exclui os objetos, porém os utiliza para desenvolver, com eles, um conceito, a fim de contar alguma coisa em relação com que os objetos são relevantes
V. A exposição do tipo “Museologia do objeto” utiliza objetos contextualizados que são geradores de conhecimentos, descobrimentos e problemas que se querem transmitir, os quais são explicitados para o público.
VI. A exposição do tipo “Museologia da ideia” utiliza objetos contextualizados, que são geradores de conhecimentos, descobrimentos e problemas que se querem transmitir, os quais são explicitados para o público.

Estão INCORRETAS




Questão 8

A museóloga Tereza Scheiner se utilizou de aportes da Filosofia para explicar o conceito de museu como fenômeno e fez algumas afirmações.
Sobre estas, analise as afirmativas abaixo:

I. O museu pode ser considerado um arquiconceito, tratando-se de uma instância simbólica que pode assumir diferentes formas, de acordo com a perspectiva de mundo dos diferentes grupos sociais no tempo e no espaço.
II. O tipo de museu existente em cada sociedade varia de acordo com o conceito de “real” que os seus criadores concebem. Assim, a percepção do real é um dos fundamentos ontológicos da museologia.
III. A dimensão fenomênica do museu, através do estudo de suas relações com o Real, é o objeto de estudo da museologia.
IV. Pode-se admitir uma forma específica de relação entre indivíduo e objeto, característica dos museus, se colocarmos o foco não no objeto e nem apenas no museu, mas, na relação entre ambos, tal como pensado por Stránský.
V. O objeto existente fora do homem pode ser compreendido como uma instância simbólica, que, ao lado da escrita, passa a ser um registro documental do real.
VI. A dimensão fenomênica do museu e a busca da compreensão de suas relações com o Real aproximam a Museologia da Filosofia e não, das Ciências.

Estão CORRETAS




Questão 9

Os indicadores básicos de controle ambiental para conservação de bens culturais materiais são: temperatura, humidade relativa do ar, luz e qualidade do ar.
Sobre a temperatura e a umidade relativa do ar, analise as afirmativas abaixo:

I. As altas temperaturas e os altos níveis de umidade são danosos tanto para a conservação física de materiais mais higroscópicos, como a madeira, e menos higroscópicos, como o metal.
II. A grande variação de temperatura e umidade, causada, por exemplo, por equipamentos de ar-condicionado que são ligados e desligados ao longo do dia, pode ser mais danosa para os materiais higroscópicos do que a manutenção constante de altos índices de temperatura e umidade.
III. As autoridades não estabelecem um valor normativo fixo e exato para os níveis de temperatura e umidade do ar adequados para as reservas técnicas, visto que esses devem ser estabelecidos de acordo com o tipo de material armazenado e as condições institucionais de cada museu, devendo-se evitar as variações extremas.
IV. Uma recomendação frequente é a manutenção constante de temperaturas de 21ºC ou menos e índices de umidade constantes em algum valor entre 30% e 50%.
V. Os níveis de temperatura e umidade recomendados para reservas técnicas não visitáveis são inferiores àqueles recomendados para áreas de exposição e de administração.
VI. Os altos índices de temperatura aceleram sensivelmente os índices de deterioração. Estima-se que, a cada aumento de 10ºC, se dobra a velocidade da maioria das reações químicas que causam a deterioração.

Assinale a alternativa CORRETA.




Questão 10

Acerca dos conceitos de musealização e musealia propostos por François Mairesse e André Desvallées, baseados em Stránský, é CORRETO afirmar que




Tempo de simulado:

Comentar Simulado