Página Inicial » Simulado de Concurso » Simulado Concurso de Ubiratã (PR) – Ensino Médio

Simulado Concurso de Ubiratã (PR) – Ensino Médio

A Prefeitura Municipal de Ubiratã, no Paraná, está promovendo o Concurso Público 01/2018, para provimento de 201 vagas de todos os níveis de escolaridade. Para os candidatos do concurso se prepararem para a prova objetiva elaboramos esse simulado.

O simulado é baseado no conteúdo programático do edital, para os cargos de nível médio, com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Informática e Conhecimentos Gerais que caíram em provas anteriores da banca organizadora, a Fundação de Apoio à UNESPAR – Campus de Paranavaí.

Leia o texto abaixo e, em seguida, responda às questões de 01 a 03:

Os homens que se transformavam em barbantes Moacyr Scliar

Havia uma cidade, grande, desenvolvida. As pessoas que moravam lá eram saudáveis, simpáticas e alegres. Não me lembro o nome da cidade, porque eu tinha quinze anos quando passei por ela, levado por meu pai. Nessa época, não me preocupava com o nome, mas sim com os lugares propriamente. Acontece que, certo dia, um habitante desta cidade saiu de casa, pela manhã, dirigindo-se alegremente ao emprego. Fez todas as coisas de praxe. Cumprimentou os vizinhos, o barbeiro da esquina, o vendeiro, os colegas no ponto de ônibus, agradeceu ao motorista, ao ascensorista, sentou-se em sua mesa. Nesse dia, no fim do expediente, o homem notou que seu pulso esquerdo parecia mais fino. "Bobagem. Impressão. Acho que estou cansado demais." Foi para casa, jantou, viu telenovela, dormiu. Na manhã seguinte, o pulso tinha se afinado mais. E suas canelas pareciam de criança. Chamou a mulher. Ela ficou tão impressionada, que o homem se arrependeu de ter mostrado. Não havia dor, apenas fraqueza. Partiu para o emprego. Contente, cumprimentando as pessoas e agradecendo ao motorista e ao ascensorista. No meio da tarde, porém, não conseguiu trabalhar. O pulso estava fino e dobrava-se. Maleável, sem consistência. O homem, envergonhado, puxou a manga da camisa. O mais que pôde, para que os colegas não vissem. Mas viram. Porque o homem tinha o corpo transformado. A cabeça, única coisa normal, caiu sobre a mesa. O torso não era mais grosso que um lápis, suas pernas e braços, finos como cordéis. Mas ele estava lúcido, coerente, o cérebro não tinha sido perturbado. Além do impacto, e da surpresa ante o estranho, o homem continuava o mesmo. Levado para casa, chamaram o médico. E o médico chamou outro médico. Porque:

— Não é o primeiro. É o terceiro, nesta semana.

Os jornais noticiaram o fato e as notícias trouxeram à luz novos casos. Pela cidade inteira, acontecia aquilo, as pessoas se adelgaçavam, tornavam-se frágeis. Em pouco tempo, outro fato surgiu, ao lado dos homens que se transformavam em barbantes. Eram os que se transformavam em vidro. Tinham que ter muito cuidado, ao andar pela rua, ao trabalhar, porque podiam se quebrar com qualquer batida. Vez ou outra, os homens de vidro se desfaziam. Em plena rua, à vista de todos. Como o vidro blindex que se estilhaça por inteiro. Aquela população alegre, saudável, descontraída, começou a viver apavorada. Sem saber se, a qualquer momento, o vírus (seria vírus?) podia atacar. Mudando a pessoa em vidro ou barbante. Muitos começaram a se mudar, indo para cidades distantes. A secretaria de saúde analisou o ar, a água, tudo, em busca das causas. Mas o ar era bom, não poluído. E as águas vinham de nascentes puras ou de poços artesianos límpidos. Pensou-se que algumas pessoas podiam estar colocando elementos venenosos na comida ou em caixas de água. Investigações nada concluíram. E até hoje, nada se sabe. A cidade parece estar se habituando à possibilidade de eventualmente alguém se transmutar. Não causa mais surpresa quando um barbante é levado pelo vento ou, em dias de chuva, é tragado pela enxurrada. Ou quando os vidros se liquefazem, no momento em que uma pessoa vira a esquina ou dá um esbarrão noutra. A população se acostumou. Parece que o homem se adapta às piores condições, conformando-se com os acontecimentos. Naquela cidade, tudo é muito frágil, a vida humana tem a espessura de um fio. Ou é delgada como um vidro. Mas isto vai se constituindo na normalidade.

Extraído de: BRANDÃO, Ignácio de Loyola. Cadeiras proibidas. São Paulo: Global, 1998.

Questão 1LÍNGUA PORTUGUESA - Assinale a alternativa que apresenta informações condizentes com as do texto:

Questão 2Releia o trecho extraído do texto "As pessoas que moravam eram saudáveis, simpáticas e alegres". Assinale a
alternativa CORRETA sobre a palavra em destaque:

Questão 3As formas destacadas do período "Não causa mais surpresa quando um barbante é levado pelo vento ou, em dias de chuva, é tragado pela enxurrada." são classificadas como:

Questão 4Marque a alternativa em que a conjugação dos verbos no imperativo está INCORRETA:

Questão 5Marque a alternativa que lista, respectivamente, os porquês que podem ser usados adequadamente nas lacunas do período "Você só quer nos ajudar, ________ tem segundas intenções. – ________ vocês afirmam isso? Agora quero realmente saber o ________ dessa calúnia!":

Questão 6A pontuação está CORRETA em qual das alternativas abaixo?

Questão 7INFORMÁTICA - Sobre a opção Sistema do Painel de Controle do Sistema Operacional Windows, é INCORRETO afirmar que:

Questão 8No Microsoft Word 2016 PT Brasil, João deseja criar uma tabela, porém, essa tabela não cabe na página que possui o formato retrato. Para alterar para paisagem, o caminho apropriado é:

Questão 9Considerando o editor de texto WRITER 4.1 (LibreOffice), em sua instalação padrão, os itens Verdana, Tahoma e Calibri correspondem a opções de:

Questão 10Acerca da segurança dos arquivos e informações, é recomendável que sejam realizadas CÓPIAS DE SEGURANÇA das informações, para que em caso de problemas como, por exemplo, vírus de computador, ou a falha dos equipamentos, rapidamente uma cópia dos arquivos seja restaurada para imediata utilização. Esse processo é conhecido como:

Questão 11São exemplos de armazenamento externo de arquivos:

Questão 12MATEMÁTICA - Uma fábrica instalou um sistema de tratamento de água para que a água usada no processo de produção possa ser reutilizada. O sistema que foi instalado precisa da mão de obra de 6 funcionários e consegue tratar 42 mil litros de água a cada 2 dias. Se for preciso tratar 77 mil litros de água por dia, será necessária uma quantidade de funcionários igual a:

Questão 13Fabiana e Taís começaram a entrevistar 2500 pessoas que se candidataram a algumas vagas de emprego. Na primeira semana, elas entrevistaram 750 candidatos e, desses, contrataram 300. Na segunda semana entrevistaram 1050 candidatos e contrataram 273 e na terceira semana elas concluíram o trabalho entrevistando os 700 candidatos que faltavam e, desses, contrataram 238. Com base nessas informações, assinale a alternativa que representa, respectivamente, as porcentagens de pessoas contratadas nas três semanas.

Questão 14Em uma empresa de telefonia, trabalha, nos dois períodos, um total de 229 funcionários entre homens e mulheres. Se essa empresa contratar mais 14 mulheres, o número de mulheres seria o dobro do número de homens. De acordo com essas informações, é CORRETO afirmar que o número de homens e mulheres que trabalham nessa empresa é igual a:

Questão 15Lucas tem um terreno retangular. Sabendo que a largura desse terreno é 6 metros menor que seu comprimento, e que seu perímetro é de 48 metros, então sua área em m2 é de:

Questão 16A área de um quadrado é representada pelo polinômio (4x2 + 4xy + y2) cm2. Sendo assim, qual é o polinômio que representa o lado desse quadrado?

Questão 17CONHECIMENTOS GERAIS - A Operação Lava Jato é um conjunto de investigações em andamento pela Polícia Federal do Brasil, que cumpriu mais de mil mandados de busca e apreensão, de prisão temporária, de prisão preventiva e de condução coercitiva, visando apurar um esquema de lavagem de dinheiro que movimentou bilhões de reais em propina. De acordo com essas informações, assinale a alternativa CORRETA que corresponde ao Estado brasileiro que começou essa operação e a sua data de início.

Questão 18No início de 2017, os muros da Avenida 23 de Março de São Paulo foram pintados de cinza, por meio de uma decisão do prefeito de São Paulo, João Doria, que argumentou que alguns grafites expostos nesses muros deveriam ser apagados por estarem com pichações sobre as obras, permanecendo somente as que estavam em bom estado de conservação. A ação causou muita polêmica, o que fez com que o prefeito voltasse atrás em algumas de suas decisões, anunciando um projeto para permitir a pintura de murais de grafite na cidade. Tendo em vista o fato ocorrido envolvendo o grafite e a pichação, analise as assertivas abaixo e assinale a alternativa CORRETA.

I. Ambas são manifestações que nasceram no século XX, dentro de uma produção cultural urbana. No entanto, uma é mais aceita que a outra.
II. Desde 2010, o grafite e a pichação são legalizados no Brasil. Em locais públicos, uma autorização prévia é feita no Executivo municipal. Quando os bens são particulares, a autorização deve ser feita pelo proprietário do local.
III. A principal diferença entre as duas formas de intervenção consiste em que a pichação advém da escrita, enquanto o grafite está diretamente relacionado às artes plásticas, como a pintura e a gravura.
IV. A pichação, além de não ser considerada arte, é crime previsto em lei.

Em outros termos, pode ser avaliada como vandalismo.

Questão 19O Hino Nacional Brasileiro é um dos quatro símbolos oficiais da República Federativa do Brasil, e a propriedade plena e definitiva da letra do hino foi estabelecida pelo decreto n.º 4.559, de 21 de agosto de 1922 pelo então presidente Epitácio Pessoa. Considerando o Hino Nacional Brasileiro, assinale a alternativa INCORRETA:

Questão 20Os 3 Rs da sustentabilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) são ações práticas que visam minimizar o desperdício de materiais e produtos, além de poupar a natureza da extração inesgotável de recursos. Com relação aos 3 Rs, assinale a alternativa CORRETA quanto ao conceito da ação.

Comentar Simulado